BREAKING NEWS

Laze

Educação

Outros

sábado, 27 de junho de 2015

Argentina supera Ospina inspirado, vence Colômbia nos pênaltis e aguarda Brasil

622 b8fb3cd3 2d23 331c 850a 88038562a4d5
Veja os pênaltis de Argentina 0 (5) x (4) 0 Colômbia
David Ospina bem que tentou (e como tentou!). O goleiro do Arsenal deixará Viña Del Mar depois de uma das grandes atuações da carreira. Entretanto, a Argentina foi quem comemorou. Com uma vitória por 5 a 4 nos pênaltis - depois de um empate sem gols na noite desta sexta-feira -, a equipe de Lionel Messi e companhia superou o sufoco - e a atuação inspirada do camisa 1 adversário - para bater a Colômbia e avançar à semifinal da Copa América de 2015. O empate de 0 a 0 teve o goleiro colombiano como destaque. Ospina parou Messi, Di María e companhia para forçar a decisão nas penalidades. No desempate, talvez o segundo jogador mais decisivo do elenco alviceleste apareceu para se redimir, e justamente em um dia mais do que especial.
Carlos Tevez. Vilão na Copa América de 2011 ao perder o pênalti que decretou a eliminação nas quartas de final para o Uruguai, diante do público argentino, o atacante definiu uma maluca decisão alternada. Se Muriel e Biglia erraram na primeira contagem, Zuñiga, Rojo e Murillo protagonizaram erros grotescos nos momentos mais decisivos da disputa.
Foi aí que apareceu Tevez. Anunciado como novo reforço do Boca Juniors durante o confronto desta noite desta sexta-feira, Carlitos optou pela segurança da cobrança no meio do gol, venceu um imparável Ospina e botou a Argentina na semifinal. O goleiro brilhou, mas o novo reforço xeneize foi quem sorriu.
Classificada depois de 90 minutos e uma estressante disputa por pênaltis, a equipe do técnico Gerardo Martino encara na semifinal da Copa América o vencedor do confronto entre Brasil e Paraguai, que se enfrentam neste sábado, às 18h30 (de Brasília), em Concepción.
Ospina, Ospina e Ospina
GETTY IMAGES
Ospina fez uma defesa inacreditável diante de Lionel Messi
Ospina fez uma defesa inacreditável diante de Messi
O dia de 26 de junho marcou a grande noite da Argentina na Copa América. Dona de atuações criticáveis, a atual vice-campeã mundial se impôs de maneira soberana diante da Colômbia. Durante todos os 90 minutos, a movimentação ofensiva, a posse de bola e as jogadas individuais eram dos argentinos; no entanto, um homem se colocou à frente disso tudo.
Se os argentinos atuaram em seu melhor nível diante da Colômbia, David Ospina terminou a noite com uma das melhores exibições da carreira. O goleiro colombiano protagonizou o duelo de uma forma capaz de minimizar os feitos de Lionel Messi, Ángel Di María e Sergio Aguero, que, enfim, apresentaram-se juntos e de maneira envolvente na Copa América do Chile.
Logo aos 6min, a Argentina assustou: Di María avançou pela esquerda e cruzou rasteiro para Javier Pastore. O meia do Paris Saint-Germain, como um homem surpresa, tocou de primeira e obrigou o goleiro colombiano a protagonizar a primeira grande defesa da noite em Viña Del Mar.
As jogadas com Di María se mostraram as mais perigosas para o gol colombiano. Para azar argentino, contudo, Ospina estava inspirado e com sorte. Aos 23min, por exemplo, Aguero aproveitou cruzamento do meia do Manchester United e tocou de cabeça. A bola caprichosamente foi para fora.
Dois minutos depois, o lance mais emblemático. Depois de cruzamento da direita, Aguero se antecipou e tocou no contrapé de Ospina, que, com os pés, parou o camisa 11 argentino. Na sobra, Lionel Messi, completamente sozinho, tocou de cabeça com a ideia de apenas estufar a rede, mas o goleiro colombiano ressurgiu de maneira espantosa, espalmou e evitou o gol.
Antes do fim da primeira etapa, Ospina ainda trabalhou de forma importante aos 37min, após cortar lance de Zapata, que por pouco não marcou contra o próprio patrimônio. A noite já se mostrava inesquecível para o goleiro.
GETTY IMAGES
Messi sofreu com a marcação colombiana e, especialmente, com o goleiro Ospina
Messi teve a sua melhor atuação na Copa América
A pressão se tornou ainda maior na segunda etapa. Era um trabalho de ataque contra defesa; ou melhor, ataque contra Ospina. Se aos 22min, Zapata obrigou Romero a fazer a primeira intervenção sobre o ataque colombiano, o goleiro do Arsenal protagonizou a parte final do duelo e encerrou uma atuação épica.
Aos 33min, a sorte apareceu de novo: Banega chutou de longe e carimbou o travessão. Dois minutos depois, Di María cobrou escanteio na medida para Nicolás Otamendi, que desviou forte de cabeça e acertou o travessão. A bola ainda correu a linha do gol até ser afastada por Murillo.
Pressão, pressão e pressão. A Argentina acuou a equipe adversária no campo defensivo e pressionou. A respiração do torcedor acelerou, a calma acabou, mas, no fim de tudo, veio o alívio: aos 49min, quando Ospina cortou cruzamento de escanteio e ficou com a bola nas mãos. Não havia outra melhor maneira de encerrar esse grande duelo do que esta.
FICHA TÉCNICA
ARGENTINA 0 (5) X (4) 0 COLÔMBIA
Local: Estádio Sausalito, em Viña del Mar (Chile) 
Data: 26 de junho de 2015 (Sexta-feira) 
Horário: 20h30(de Brasília) 
Árbitro: Roberto García (México) 
Assistentes: José Luis Camargo e Martin Torrentera (ambos do México)
Cartões amarelos: Mascherano, Aguero (Argentina). James Rodríguez, Cuadrado, Arias e Mejía (Colômbia)
Gols: 
Pênaltis 
ARGENTINA: Messi, Garay, Banega, Lavezzi e Tevez
COLÔMBIA: James Rodríguez, Falcao García, Cuadrado e Cardona
ARGENTINA: Romero; Zabaleta, Otamendi, Garay e Rojo; Mascherano, Biglia e Pastore (Banega); Messi, Di María (Lavezzi) e Aguero (Tevez)
Técnico: Gerardo Martino
COLÔMBIA: Ospina; Arias, Zapata, Murillo e Zúñiga; Mejía, Cuadrado, Ibarbo (Muriel) e James Rodríguez; Jackson Martínez (Falcao García) e Teo Gutiérrez (Cardona)
Técnico: José Pekerman

ESPN.com.br

Postar um comentário

Obrigado pelo o seu comentário!

Brasil

This is default featured slide 1 title

Easy to customize it, from your blogger dashboard, not needed to know the codes etc.

Easy to customize it, from your blogger dashboard, not needed to know the codes etc.
 
Copyright © 2013 É NO ESPORTE
Shared by Themes24x7Powered byBlogger